MENU

Eventos

Projetos

Painel do  Cidadão

Reinvidicações da Comunidade

Relatórios Fotográficos

Publicações na Mídia

Performance de Feedback do Serviço Público

Personalidades   Homenageadas do Bairro

Parceiros

Destaque do Mês

Culinária Típica do Leste  Europeu

Artesanato Típico do Leste  Europeu

Turismo no Leste Europeu

Como Chegar na Vila Zelina

Histórias

 

   

 

  PUBLICAÇÕES NA MÍDIA

Edição 1079 da Folha de Vila Prudente de 12/Abril/2013

Link: http://www.youblisher.com/p/603446-Folha-VP-Ed-1079/

 

 

RELEASE  de  02/10/2012

 

Vila Zelina Festeja o seu 85º Aniversário de Fundação

 

No dia 21 de Outubro realizam-se os eventos de comemoração dos 85 anos de Fundação da Vila Zelina, tradicional bairro do distrito de Vila Prudente e reduto de imigrantes de países do centro e leste europeu. Organizado pela AMOVIZA (Associação de Moradores e Comerciantes do Bairro de Vila Zelina), o grande destaque do evento é a “Festa Temática dos Países do Leste Europeu” com apresentações de grupos de danças e canto folclóricos da comunidades de imigrantes destes países e números musicais por cantores e corais de imigrantes e descendentes, bandas musicais da região além da praça gastronômica com barracas de comidas e bebidas típicas e de artesanato temático da comunidade local. 

 

PRESERVAM A CULTURA – A Vila Zelina foi fundada em 27 de Outubro de 1927 . O nome “Zelina” foi em homenagem ao nome da filha do casal  Carlos Monteiro Soares e Zenobia Alvarenga Monteiro Soares proprietários naquela época das terras que foram loteadas e comercializadas por Carlos Korkisko de origem russa para os imigrantes oriundos do então leste europeu como búlgaros, croatas, eslovenos, estonianos, húngaros, letonianos, lituanos, poloneses, russos, tchecos e ucranianos. Temos o privilégio de ter morando no Bairro a Sra. “Elena Tumenas” descendente e sobrinha de Carlos Korkisko, atualmente com 87 anos de idade é considerada a “história viva” de Vila Zelina. A Vila Zelina até  os dias de hoje conserva seus fortes aspectos culturais dos paises de origem principalmente de lituanos e demais comunidades de russos, búlgaros , húngaros, poloneses e ucranianos que adotaram a Vila Zelina como o bairro e centro cultural reverberante da região. Imigrantes e descendentes ainda cultivam tradições e costumes dos países do centro e leste europeu.

Na Vila Zelina e bairros adjacentes como Vila Bela e Vila Alpina encontram-se a Igreja Católica Lituana (Paróquia São José), a Igreja Católica Ucraniana (Paróquia Nossa Senhora da Glória), Iigrejas Ortodoxas Russas (Igreja Santíssima Trindade , Nossa Senhora da Proteção e dos Starovéri), Igreja Batista Boas Novas de Origem Russa e Assembléia de Deus Russa. As solenidades religiosas ainda são celebradas nos idiomas dos paises de origem. Na área de oferta de serviços já existe nas adjacências  uma agência especializada no turismo do leste europeu como também curso do idioma russo ofertado por uma rede nacional de escolas de idiomas. Na parte de culinária há o famoso pão preto tradicional das regiões do centro e leste europeu, rotisseries, bares e cozinheiros artesanais elaboram pratos típicos como o “Vareniki” (em russo) / “Virtinai” (em lituano)  / “Pirohê” (em ucraniano) – Ravioli recheado com batata, queijo, ricota, repolho curtido ou carne, “Borsh” (“sopa vermelha” de origem russa  servida com trigo sarraceno, bacon , creme de leite e pão preto), “Soliánka” (repolho curtido refogado), “Agurtsi” (em russo)/ “Agurkas” (em lituano) - pepino curtido e a “Siliótka” (em russo) / “Silke” (em Lituano) – arenque/sardinha curtida,   “Kváss” (refrigerante de origem russa feita com pão fermentado) , “Koseliena” (em lituano) / “Hólódiétz” (em russo) – Geléia de carne servida com mostarda forte / raiz forte ou vinagre de maçã, "Milina" (rocambole búlgaro folhado de abóbora), "Buréka" (bolinho  búlgaro recheado), “Krupnikas” (licor de mel lituano), “Krupnic” (licor de frutas russo), “Russkaya Vodka” (Vodca russa) e “Ruskáy Tchái” (Chá Russo com geléia servido no “Samovar”).  Temos também o “Chachlik” (em húngaro / russo) – Espeto de churrasco composto por carnes variadas, cebola, pimentão e especiarias servido com repolho azedo, raiz forte ou mostarda forte.

A tradição do artesanato é perpetuada entre gerações com destaque para as pinturas com motivos ucranianos em porcelana, as famosas “Matrióshkas” (bonequinhas russas), Jóias Artesanais em Âmbar”, arte em madeira, “Pêssankas” (em polonês/ucraniano) / “Margutis” (em lituano) / “Ukrashênie Yetsó” (em russo) – Ovos pintados em madeira e naturais , bordados típicos e produtos artesanais temáticos. A arte é preservada através de grupos de danças , corais folclóricos, grupos de  teatro como também através de músicos e seus instrumentos típicos.

Desde 2007 o bairro comemora o seu aniversário com oferta de culinária e artesanato típicos, além dos shows folclóricos. Desde 2008 com o início do projeto de tematização do bairro que proporcionará sustentabilidade social, cultural, econômica, turística e ambiental , atualmente ele está em processo de tematização de sua arquitetura , priorizando a implementação de um “boulevard gastronômico temático” com adição de elementos arquitetônicos temáticos para caracterizá-lo como “Bairro do Leste Europeu de São Paulo”. Planeja-se também utilizar a arte consequente desta diversidade de religiões que convergem na arte comum da pintura de ovos e evidênciá-lo como um bairro “Pascal”, incluindo também elementos arquitetônicos de formas ovóides e suas pinturas características. Atualmente além das igrejas existe a “Praça do Imigrante Leste Europeu” , a “Praça República Lituana” com o “Monumento à Liberdade” e uma réplica de uma “Cruz Lituana de Madeira”. Desde o ano passado realizam-se bimensalmente aos domingos feiras periódicas de produtos e culinária artesanal típica na Rua Monsenhor Pio Ragazinskas, local este que será revitalizado e transformado em um boulevard temático do leste europeu a exemplo da Rua Avanhandava no Centro. A partir do ano que vem estas feiras serão mensais e no futuro semanais como são atualmente a Feira do Bairro da Liberdade e da Cidade de Embú das Artes.

O objetivo da Comunidade de Vila Zelina e Adjacências é de tornar-se mais um ponto turístico, cultural e gastronômico da cidade de São Paulo.  

Publicado na 2a pagina da Folha de Vila Prudente no periodo de 25 a 4 de Marco de 2011.

BENEFÍCIOS DA TEMATIZAÇÃO DO BAIRRO DE VILA ZELINA COMO BAIRRO DO LESTE EUROPEU DE SÃO PAULO

Acredito que há ainda pessoas que perguntam quais são os benefícios da tematização do Bairro de Vila Zelina como bairro do Leste Europeu? Os benefícios virão por si só , e naturalmente, como todo e qualquer ponto turístico, proporcionará melhoria da infra-estrutura urbana, segurança, aumento de vendas no comércio local , congelamento da verticalização desenfreada (sem planejamento urbano) e visibilidade nacional e internacional de um bairro que acredito ser o único no mundo que consegue reunir harmoniosamente onze comunidades de imigrantes dos países do leste europeu de religiões distintas que o fundaram há 84 anos atrás. Não é um argumento meu, mas sim um fato que presenciei durante minha habitação a trabalho durante cinco anos em países do oeste e leste europeu como também em minhas viagens para países da America do Norte.

As comunidades de Vila Zelina são formadas por Búlgaros, Croatas, Eslovenos, Estonianos, Húngaros, Letonianos, Lituanos, Poloneses, Russos, Tchecos e Ucranianos compondo o caldeirão de diversidades culturais deste bairro. A idéia surgiu durante os eventos comemorativos dos 80 anos de fundação do bairro de Vila Zelina em 2007 quando em um só evento reuniram-se grupos folclóricos, corais e personalidades locais imigrantes e descendentes de imigrantes. A idéia foi acreditem se quiserem de um descendente de portugueses casado com uma descendente de ucranianos, Luiz Carlos do Amaral. No término da festa dos 80 anos Antonio Vioto Netto, Demetrio Dimitrov e Victor Gers Jr. decidiram fundar a AMOVIZA – Associação dos Moradores e Comerciantes do Bairro de Vila Zelina. Convidaram então na época integrantes da primeira associação de moradores de Vila Zelina como o Sr. Leonildo Gomes da Rocha que se empenhou há algumas décadas atrás contra a tentativa de minorias radicais de modificarem o nome de Vila Zelina para Vila Lituânia, cuja proposta de modificação foi repudiada por unanimidade pela comunidade do bairro. A AMOVIZA desde então além de mobilizar a comunidade para o bem de todos investe neste projeto de longo prazo que e a tematização do bairro. Pelo fato deste bairro ter este aspecto cultural forte, o projeto de tematização do bairro de Vila Zelina - Sub-distrito de Vila Prudente consiste na adição de detalhes arquitetônicos dos países do Leste Europeu nas fachadas dos prédios dos comerciantes, praças, calcadas, postes com floreiras, boulevard, luminárias, brinquedos temáticos no parque ecológico, feiras de artesanato e culinária típica nos finais de semana e construção de um portal. Há exemplo dos bairros da Liberdade (cultura asiática), Abernésia em Campos do Jordão (cultura suíça) e Bixiga (cultura italiana). Consiste também na reserva dentro do novo espaço destinado ao teatro de Vila Prudente a ser construído ate 2012 de uma sala que será um centro cultural comum e aberto ao público e de atividades culturais das comunidades do leste europeu como worshops, palestras, feiras, etc. e de inclusão social .

Atualmente a Vila Zelina e bairros adjacentes a ela incluem três igrejas ortodoxas russas, uma igreja católica lituana, uma igreja católica ucraniana, uma assembléia de deus russa, uma praça com um monumento lituano e um colégio franciscano frequentado por uma significativa quantidade de descendentes destes países do leste europeu. Rotisseries com quitutes do leste europeu, cozinheiras artesanais, padaria que faz o tradicional pão preto, artesãos, escolas de idiomas tradicionais que incluíram o idioma russo em seus cursos regulares, professores particulares de idiomas destes países, associações culturais, grupos folclóricos e uma agência especializada no turismo do leste europeu. Realizam-se regularmente eventos sociais como almoços, bingos, jantares dançantes típicos alem de intercâmbios internacionais de caráter cultural e esportivo. Circulam-se também revistas periódicas das comunidades , como o "Comunidade Russa" e o "Músu Lietuva" editadas em dois idiomas.

Poucos ainda não enxergam os benefícios comuns que este processo de tematização do bairro proporcionará. Há ainda pessoas que acham que este processo de alguma forma distingue etnicamente pois nem todos que habitam na Vila Zelina descendem dos países do leste europeu. Estes poucos ainda não enxergam que o acesso a cultura e tradições destes países será também uma forma de inclusão social. Podemos dizer que o tempo mostrará estes benefícios.

Anualmente comemora-se o aniversário do bairro de Vila Zelina em 27 de Outubro dia que já faz parte da agenda oficial da cidade de São Paulo (lei municipal 14995). Próximo a esta data realizam-se eventos solenes de homenagem as personalidades do bairro, festa de rua com barracas de artesanato

e culinária típicas destes países alem de shows folclóricos. Nós tomamos todo o cuidado para não descaracterizar esta festa típica evitando que se torne mais uma "festa das nações". Todos os participantes do evento como artesãos, cozinheiros e grupos folclóricos são autênticos, o que garante a sua consistência cultural. Há também a abertura para os artesãos da comunidade local e empresas interessadas para tornarem-se parceiros no patrocínio deste evento. A AMOVIZA paralelamente a suas reuniões periódicas com a comunidade possui seu site na internet: www.amoviza.org.br importante meio de interação com a comunidade como também o sempre e contínuo suporte dos jornais locais. Faz também parceria com órgãos públicos e privados.

Este processo de tematização poderia caminhar a passos longos se tivéssemos o suporte das Secretarias de Cultura, do Turismo, do Metro e incentivos sobre o IPTU para os comerciantes que tematizassem suas fachadas. Porém, mesmo com todas estas dificuldades estamos determinados e, com certeza, faremos da Vila Zelina um bairro turístico cultural, melhor de se viver e com a qualidade de vida digna daquilo que chamamos de cidadania.

* Victor Gers Jr. é Engenheiro, Presidente da AMOVIZA (Associação dos Moradores e Comerciantes do Bairro de Vila Zelina) e Presidente do Conselho Cultural Coordenador das Comunidades Russas do Brasil.

 

Vila Zelina quer representar o Leste Europeu em São Paulo

Bairro de imigrantes na Zona Leste faz campanha para entrar no roteiro turístico da cidade
por Ana Ferrareze - 14/02/2011 - 13:00  Revista Epoca Sao Paulo
Allana é uma das donas da rotisserie Dzigan

Enquanto o carro acelera lentamente pela Avenida do Estado, caminhões, galpões, cortiços e obras intermináveis compõem a paisagem. Essa é uma das vias que levam à Vila Zelina, na zona leste da cidade. Ao sair dela e alcançar as dependências do bairro de sete mil habitantes, o cenário muda repentinamente: centenas de árvores com flores, mulheres com carrinhos de feira, aposentados em mesas de dominó e estudantes uniformizados saracoteando de um lado para o outro. É quase uma vila interiorana no meio de São Paulo. Com um porém: pelas ruas, em vez do sotaque carregado no “r”, são idiomas como russo, polonês e lituano que dão tom às conversas.

A Vila Zelina é um reduto de imigrantes do Leste Europeu, que começaram a chegar aqui por volta de 1930, fugidos das duas grandes guerras. São eles, seus filhos e netos que desde 2008 lutam pela tematização do bairro, na tentativa de transformá-lo em um destino turístico paulistano, como a Liberdade. “A ideia surgiu no aniversário de 80 anos da vila, quando fizemos uma grande festa e pensamos ‘Por que não investir mais?’”, explica Victor Gers Jr, atual presidente da
Associação dos moradores do bairro de Vila Zelina (Amoviza).

Por enquanto o projeto ainda está no papel, mas até julho deve ser colocado em prática. As negociações com a prefeitura estão em andamento e moradores e comerciantes são grandes entusiastas e colaboradores. Segundo o presidente da associação, as reclamações só giram em torno da Secretaria de Cultura: “Sentimos que o apoio só virá de verdade quando mostrarmos resultados concretos. O que é um problema, já que a fase inicial é muito importante”.

Entre as iniciativas estão um ofício junto à prefeitura para congelar a construção de prédios, a criação de um portal na entrada do bairro e a tematização das ruas e calçadas, com, por exemplo, a decoração dos postes com floreiras, como acontece nas cidades mais turísticas do Leste Europeu. Uma feira típica também promete agitar os fins de semana, com comidas, artesanato e apresentações.

No total, onze comunidades representam o bairro: Bulgária, Croácia, Eslovênia, Estônia, Hungria, Letônia, Lituânia, Polônia, Rússia, Tchecoslováquia e Ucrânia. Volta e meia, no bate-papo com moradores, eles informam “Aquele lá é casado com uma ucraniana; o marido dela é lituano; olha a moça ali: filha de um russo com uma búlgara”.

A diversidade não para por aí. Nas duas rotisseries da rua Monsenhor Pio Ragazinskas (acostume-se, os nomes são todos complicados), a família Dzigan garante petiscos como o Kupelis (torta de batata), a Krusten (a nossa bolachinha Cueca Virada), o Aguskas (pepino azedo), a Koseliena (geleia de carne) e a Silke (sardinha curtida). Fora o licor de mel, o Krupnikas, que é feito artesanalmente e engana quem se deixa levar por seu sabor adocicado – o grau alcoólico é semelhante ao da vodka. Ele é vendido em garrafinhas de R$ 12 e R$ 15.

Todas essas delícias podem ser conferidas na festa de aniversário do bairro – que já entrou na agenda cultural de São Paulo –, no dia 27 de outubro. Em 2010, mais de 5 mil pessoas compareceram e também levaram para casa matrioskas, as charmosas bonequinhas russas, e porcelanas e ovinhos pintados. Caso vá antes, encontre estes e outros artesanatos típicos na revistaria Rosa Mística, do simpático Sr. Luis Carlos Amaral. O ex-bancário aposentado, que é português, se apaixonou por uma ucraniana, montou casa e negócio na Vila Zelina e jura que nunca mais sai de lá. Motivos não faltam.

 #################################################################

EQUIPE DE FINALIZAÇÃO DO PROCESSO LEGISLATIVO - SGP.23

LEI Nº 14.995 DE 02 DE OUTUBRO DE 2009

(PROJETO DE LEI Nº 637/08)

(VEREADOR DOMINGOS DISSEI - DEMOCRATAS)

Inclui no Calendário de Eventos da Cidade de São Paulo o Dia do Bairro de Vila Zelina, a ser comemorado anualmente no dia 27 de outubro.

Antonio Carlos Rodrigues, Presidente da Câmara Municipal de São Paulo, faz saber que a Câmara Municipal de São Paulo, deacordo com o § 7º do artigo 42 da Lei Orgânica do Município de São Paulo, promulga a seguinte lei:

Art. 1º Fica acrescida alínea ao inciso CCXXXVII do art. 7º da Lei nº 14.485, de 19 de julho de 2007, para incluir, no Calendário de Eventos da Cidade de São Paulo, o Dia do Bairro de Vila Zelina, a ser comemorado anualmente no dia 27 de outubro.

Art. 2º As despesas com a execução desta lei correrão por conta das dotações orçamentárias próprias, suplementadas se necessário.

Art. 3º Esta lei entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário.

Câmara Municipal de São Paulo, 05 de outubro de 2009.

O Presidente, Antonio Carlos Rodrigues

Publicada na Secretaria Geral Parlamentar da Câmara Municipal de São Paulo, em 05 de outubro de 2009.

O Secretário Geral Parlamentar, Breno Gandelman

 

##################################################################

CONCURSO AMOVIZA – LOGO DA ASSOCIACAO

 

Já estão abertas as incrições para o concurso que irá criar o logotipo da Associação dos Amigos e Moradores da Vila Zelina " AMOVIZA". O concurso é destinado a jovens e estudantes do bairro na faixa etária entre 7 e 17 anos. Informações e inscrições poderão ser obtidas na Farma Plus (Av.Zelina, 709)ou na Banca do Amaral (Rua: Monsenhor Pio Ragazinskas,13)



*OBJETIVO : Criar um “Logo” para a associação dos Amigos e Moradores de Vila Zelina.

*PROCESSO : A criação do “Logo” será através de um concurso de criação artística com a participação dos estudantes de faixa etária entre 7 e 17 anos.

Os estudantes deverão executá-lo em uma folha branca de papel sulfite formato A4, identificando-a com seu nome, idade, colégio onde estuda e telefone para contato.Adicionalmente à criação do “Logo” os participantes deverão também criar uma frase cujo título é “O QUE UMA ASSOCIAÇÃO DEVE FAZER PELO SEU BAIRRO ?”

A folha com o “logo” e a “frase” deverão ser depositados em urnas próprias localizadas nos estabelecimentos de ensino participantes do bairro até 26 de Maio de 2008.O “logo” e a “Frase” serão julgados pela diretoria da AMOVIZA, cujo resultado será divulgado em 8 de Junho de 2008.

O ganhador receberá um prêmio surpresa da associação.

*PRODUTO : O “logo” criado pelos estudantes do bairro de Vila Zelina será utilizado como logo oficial da associação para identificação e divulgação da entidade.

A partir de segunda-feira dia 05/05/2008 a Farma Plus e a Banca Rosa Mística (Banca do Amaral), também estarão entregando a ficha de inscrição para os alunos que queiram participar do concurso. Salientamos que os alunos deverão entregar os desenhos nos locais acima.

 

 

 

 #############################################################

 

 

MATERIA DO JORNAL PAULISTANO

A Associação de Moradores e Amigos de Vila Zelina (AMOVIZA) lançou nesta semana uma idéia inovadora: quer implantar no bairro um projeto de estilização da arquitetura para transformá-lo em uma Vila Temática dos imigrantes do Leste Europeu, a exemplo do que foi feito no bairro da Liberdade, com relação ao povo japonês. E, para dar início à idéia, seu presidente, Demétrio Dimitrov Neto, está convocando profissionais da área de Arquitetura, Engenharia, Desenho e representantes das comunidades dos países do Leste Europeu para um concurso de projetos, que serão votados por uma comissão, formada por representantes de cada profissão. O concurso começa nesta segunda-feira e vai até dia 17 de outubro. Quem quiser informações sobre o regulamento ou outras sugestões, pode procurar a Revistaria Rosa Mística (Banca do Amaral), na Rua Monsenhor Pio Ragazinskas, próximo ao largo.
É uma ótima iniciativa, já que diversos turistas e familiares de descendentes desta região européia estão sempre visitando o bairro que, indiretamente, já se tornou tradicional a este povo. Além disso, vai ajudar a resgatar a cultura e os costumes dos descendentes brasileiros, coisa que está praticamente perdida.
Ponto para a associação.

 

Nós membros da AMOVIZA – Associacao de Moradores e Amigos de Vila Zelina , gostariamos de solicitar o apoio da Comunidade de Vila Zelina e Adjacencias para realizacao do primeiro passo na implementacao do projeto de estilizacao da arquitetura de faxada do bairro de Vila Zelina para transforma-la em uma Vila Tematica dos Imigrantes do Leste Europeu.
Temos como objetivo incluir a Vila Zelina no roteiro turistico da Cidade de São Paulo – SP Tur, que a exemplo dos demais bairros estilizados como o da Liberdade por exemplo, realizaria periodicamente eventos para divulgacao da culinaria, artesanato, folclore, costumes e cultura dos paises do Leste Europeu divulgando o bairro em ambito nacional e internacional.
Estamos considerando as seguintes comunidades participantes : Estoniana, Eslovena, Bulgara, Hungara, Moldava, Letoniana, Lituana, Polonesa, Romena, Russa , Tcheca e Ucraniana.
Estaremos realizando a seguinte sequencia de eventos preparatorios para o lancamento oficial do Projeto da Vila Tematica dos Imigrantes do Leste Europeu conforme abaixo descrito :
I)Participacao no Concurso do Projeto de Sugestao para Estilizacao e Eventos Periodicos da Vila Zelina com a participacao de Arquitetos, Engenheiros, Artistas, Desenhistas, Tecnicos e representantes das Comunidades de Imigrantes do Leste Europeu Residentes em Vila Zelina e Adjacencias .
Regulamento :
I) Fazer um sketch ou esboco em papel ou virtual gerando sugestoes para estilizacao da arquitetura da Vila Zelina para o leste europeu.
O foco devera ser na Avenida Zelina (considerando entre os trechos do cruzamento com a Rua Ibitirama e Rua Campos Novos), edificacoes perifericas em frente da praca, Rua Padre Pio Ragazinskas, Passagem Lituania Livre, Parque Ecologico de Vila Prudente e Ruas transversais a praca distantes em no maximo em um quarteirao da mesma.
Os esbocos poderao considerar adicao de portal de entrada na avenida Zelina, monumentos, maquetes em escala para estatura infantil, estilizacao de luminarias e postes da avenida Zelina e Ruas, boulevard, calcadao, vasos com plantas e flores, etc.
Inicio: 25 de Agosto de 2008 / Termino: 17 de Outubro de 2008.
As sugestoes poderao serem entregues devidamente identificadas na Banca de Jornais do Amaral (Rua Padre Pio Ragazinskas) ou ao Presidente da AMOVIZA (Rua da Giestas, 966).
II) Apresentacao das Sugestoes selecionadas e reconhecimento dos participantes cujas sugestoes tenham sido aprovadas pela comissao da AMOVIZA que contara com representantes das Comunidades de Imigrantes, Comerciantes da Regiao e Moradores do Bairro com lancamento oficial do Projeto em 8 de Novembro de 2008 durante o evento de comemoracao da II Festa de Vila Zelina.
III) Convite de adesao a Associacao das Comunidades de Imigrantes e Amigos do Leste Europeu para formacao do grupo de trabalho .

Contando com a vossa sempre assidua colaboracao.
Agradecemos Antecipadamente,

Demetrio Dimitrov Neto - Presidente da AMOVIZA

 

 

 

 

 

 

 


 GALERIA DE FOTOS

Foto Aérea Parcial da Vila Zelina

Feira Comunitária Mensal de

Artesanato e Culinária Típica

 


 

 

Pão Preto Leste Europeu

Carros Antigos - Automóvel Clube

 Vila  Zelina

Iluminação Natalina da Praça República Lituana

Praça Pushkin

Subprefeito Roberto Alves & Pastor Vagner

 - Plantio de Mudas na Vila Zelina

Subprefeito Wilson Pedroso - Festa de Vila Zelina

Subprefeita Patricia Saran & Universidade de Guarulhos -

 Projeto de Revitalização da Vila Zelina

Luminárias Antigas Praça

Imigrante Leste Europeu

Culinária Búlgara - Feira do Leste Europeu



Artesanato Temático em Acessórios Femininos

Drika Satkunas

Festa do II Porco no Rolete - 2013

Evento Anual Beneficente  do Rotary Vila Alpina,

CDC Fernando Romera Val e AMOVIZA

Festa de Vila Zelina 2011

Ballet Bolshoi

Festa de Vila Zelina
 2009

Festa de Vila Zelina
Parque Ecológico de Vila Prudente 2009

Associacao Cultural
Grupo Volga - Comunidade Russa desde 1981

Grupo Rambynas - Comunidade Lituana

Festa de Vila Zelina
 2009

Igreja Ortodoxa Russa  Nossa Senhora da Protecao

Wanderly Mirella e Padre Pio Ragazinskas 1972

 

Rua Tamuanas 1972

Rua Barao do Pirai com Rua Santa Adeodata - 1950

Malharia da Familia Gregaits

Implantacao do Saneamento Basico no Bairro

Campanha da Saude Bucal

Contrucao da Igreja Boas Novas

Bar do Vito (Atual Bar do Fernando)

Largo de Vila Zelina 1945 (Atualmente Praça República Lituana)

  

Av. Zelina - Decada de 1950 - Loja de Roupas ao Lado do Bar do Vito

Porta da Igreja São José - Década de 1950

Vila Zelina - Década de 1950 - Lateral da Igreja São José

Copyright © 2009 - AMOVIZA - ASSOCIAÇÃO DE MORADORES DO BAIRRO DE VILA ZELINA - Todos os direitos reservados